Divergência de Dados entre o Google Analytics e o AdWords

GoogleAdWords X Google Analytics

Se você possuí campanhas no Google AdWords, que estejam vínculadas aos relatórios do Google Analytics, certamente já ficou com dúvidas sobre os motivos que levam à quantidade que cliques gerados no AdWords não serem os compatíveis com os acessos no Analytics. Para tirar estas dúvidas, e também para que meus relatórios fossem mais completos e precisos, decidi escrever este post com os principais motivos destas divergências.

Todos os relatórios do AdWords no Google Analytics importam dados diretamente do sistema do AdWords e correspondem normalmente aos dados da sua conta do AdWords com precisão. No entanto, existem circunstâncias em que os dados podem diferir:

  • A comparação de intervalos de dados longos poderá incluir períodos em que as suas contas não estavam associadas.
  • A aplicação de várias origens de custos de contas do AdWords diferentes no mesmo perfil do Google Analytics complica as informações dos relatórios.
  • Os filtros poderão remover alguns dados dos relatórios do Google Analytics. Verifique se não existem filtros a editar os seus URLs de destino da campanha.
  • Os dados do AdWords são importados para o Google Analytics enquanto visualiza o seu relatório, pelo que os dados são sempre de última hora.

Divergência em Cliques e Visitas

Existem vários motivos para o AdWords e o Google Analytics apresentarem números diferentes em termos de cliques e visitas:

  • Os cliques são diferentes das Visitas

O Google AdWords controla cliques, ao passo que o Google Analytics controla visitas. Se um utilizador clicar duas vezes no anúncio num período de trinta minutos sem fechar o respectivo navegador, isto será registado pelo Google Analytics como uma visita ao Web site, mesmo que o utilizador tenha deixado o Web site e regressado pouco tempo depois. Por exemplo, se um utilizador clicar uma vez no anúncio, clicar no botão Retroceder e, em seguida, clicar novamente no anúncio, o AdWords regista dois cliques ao passo que o Google Analyticsregista uma visita.
Abaixo, duas imagem demonstrando a quantidade de 449 cliques no Google AdWords contra somente 300 visitas nos relatórios do Google Analytics.

Google AdWords - Divergência com Google Analytics

Google AdWords = 449 cliques.

Google Analytics - Divergência com Google AdWords

Google Analytics = 300 visitas

  • O AdWords filtra os cliques inválidos do seu relatório, enquanto o Google Analytics mostra todos os dados

O AdWords filtra automaticamente determinados cliques dos relatórios, ao passo que o Google Analytics reporta todas as visitas resultantes ao Web site. Os cliques filtrados nos seus relatórios do AdWords são as situações ocasionais em que alguém clica repetidamente no anúncio para aumentar os custos ou a taxa de cliques. O AdWords considera estes cliques como inválidos e filtra-os automaticamente nos relatórios do AdWords. Estes cliques potencialmente inválidos não são faturados.

  • Desativou a etiquetagem automática dos seus URLs na sua conta do AdWordsSe a etiquetagem automática estiver desativada e os URLs de destino não contiverem variáveis de controlo da campanha com etiquetagem manual, a visita não será assinalada como relatório CPC do Google (cliques provenientes dos anúncios do AdWords), mas poderá ser atribuída aos resultados orgânicos do Google (cliques nos resultados de pesquisa naturais de Google.com). Certifique-se de que a conta do AdWords tem a etiquetagem automática activada ou que tem as variáveis de controlo das campanhas anexadas ao final de cada URL de destino.Para reativar a etiquetagem automática:

Inicie sessão na sua conta do AdWords em https://adwords.google.pt.

    1. Clique no separador A minha conta e, em seguida, selecione Preferências da conta.
    2. Na seção Controlo, clique em Editar.
    3. Selecione a caixa de verificação Etiquetagem automática do URL de destino.
    4. Clique em Guardar alterações.
  • Certifique-se de que selecionou a opção aplicar dados de custo na sua contaSe tiver a certeza de que as contas estão associadas e continuar sem ver os dados dos cliques e de custo, certifique-se de que seleccionou a opção para aplicar os dados de custo a partir da conta associada ao perfil em causa.
  • O Web site possui reescrita de URL no servidorAcrescentar parâmetros adicionais ao URL poderá causar uma falha na regra de reescrita. Um pequena percentagem de Web sites não permite parâmetros arbitrários no URL e, por esse motivo, apresenta páginas de erro quando esses parâmetros são incluídos. Sugerimos que solicite ao seu webmaster a permissão de parâmetros de URL arbitrários.
  • A sua página de destino pode redireccionar para uma página diferente
    Os redireccionamentos nas páginas de destino podem impedir, muitas vezes, a activação do código do Google Analytics e a identificação correcta da visita como proveniente de uma campanha de pesquisa paga. Por exemplo, se o anúncio direccionar o utilizador para http://www.meudominio.pt/index.html, mas se tiver criado um redireccionamento 301, 302 ou JavaScript a partir desse URL para http://www.meudominio.pt/page2.html, as informações da campanha, acrescentadas originalmente à página de destino, perdem-se durante o redireccionamento.Exemplos de um redirecionamento 301:Cold Fusion:
    <.cfheader statuscode=”301″ statustext=”Movido permanentemente”>
    <.cfheader name=”Location” value=”http://www.new-url.pt”>PHP:
    Header( “HTTP/1.1 301 Moved Permanently” );
    Header( “Location: http://www.new-url.com” );
    ?>

    Exemplo de um redirecionamento de página 302 do lado do servidor (no ficheiro.htaccess):

    Redirect /nome-de-ficheiro.html http://www.domínio.pt/diretório-temporário/nome-de-ficheiro-temporário.html

    Exemplo de um redirecionamento Javascript:

    <script type=”text/javascript”>
    <!–
    window.location = “http://www.google.pt/”
    –>
    </script>Pode utilizar as ferramentas do programador do Chrome para determinar se uma página está a utilizar um redirecionamento e se as variáveis da campanha foram eliminadas:

    1. Clique no ícone de chave inglesa e, em seguida, clique em Ferramentas > Ferramentas do Programador.
    2. Clique no separador Rede e atualize a página, se necessário.
    3. Para caminhos cujo estado inclua um código de redirecionamento, verifique se o caminho inclui as variáveis da campanha.
  • Certifique-se de que a página de destino dos anúncios está a ser controlada

Se a página de destino dos anúncios não estiver a ser controlada, as informações da campanha não serão transmitidas ao Google Analytics. Certifique-se de que todas as páginas de destino dos anúncios do AdWords estão a ser controladas.

  • Os visitantes podem ter definido as preferências do navegador de forma a impedir a recolha de dados pelo Google Analytics

Os visitantes que entram através do AdWords podem ter o JavaScript, os cookies ou as imagens desactivados. Se for este o caso, o Google Analytics não é capaz de incluir estes visitantes no relatório, mas serão incluídos nos relatórios do AdWords. Para que o Google Analytics registe uma visita, é necessário que o visitante tenha o JavaScript, as imagens e os cookies activados no Web site.

  • Certifique-se de que a página de destino é capaz de carregar o código correctamente

Os cliques reportados no Google AdWords, mas não no Google Analytics, poderão resultar de uma obstrução entre os eventos de clique do Google AdWords e a capacidade de carregar o código de controlo na página de destino. Se for este o caso, certifique-se de que os servidores de alojamento na Web estão a funcionar correctamente, a página está a ser carregada para todos os utilizadores e IPs possíveis e o código de controlo está correctamente instalado nas páginas Web.

  • Os visitantes regressam durante a vida útil de um cookie de controlo único

Um cookie de controlo da campanha permanece durante seis meses após um visitante clicar no seu anúncio do AdWords. Se o visitante regressar ao seu Web site durante esse período de seis meses, o Google Analytics atribui a visita à campanha original. Nestes casos, pode esperar ver mais visitas do que cliques.Para ver o número de visitas de visitantes de retorno, efectue a segmentação cruzada da campanha por Tipo de visitante.

  • Os visitantes regressam ao seu Web site através de marcadores

Adwords AnalyticsO Google Analytics utiliza o parâmetro gclid nos seus URLs de destino para identificar visitas provenientes de anúncios do AdWords. O parâmetro em>gclid aparece no URL da sua página de destino quando um utilizador chega ao seu Web site a partir do seu anúncio. Por exemplo, se o seu Web site for www.exemplo.pt, quando um utilizador clica no anúncio, aparece na barra de endereço como:www.exemplo.pt/?gclid=123xyzSe os visitantes marcarem o seu Web site juntamente com o parâmetro gclid, o Google Analytics grava as visitas destes marcadores como visitas provenientes dos seus anúncios do AdWords. Contudo, o AdWords não grava os cliques (e os anunciantes não são cobrados por estas visitas, já que são cliques reais nos anúncios).

  • Latência do servidor

Se um visitante aceder ao seu Web site a partir de um anúncio e sair da página de destino antes de o código de controlo ser executado, o parâmetro gclid nunca passará para os servidores do Google e esse clique não será associado à visita. O resultado é uma discrepância de cliques vs. visitas.

Divergência na Taxa de conversão

No Google Analytics, a Taxa de conversão indica a percentagem de visitantes que se converteram em, pelo menos, um dos objectivos definidos para esse perfil. Esta taxa, mostrada no relatório Objectivos de URL, é diferente da Taxa de conversão do AdWords que pode encontrar na sua conta do AdWords. No AdWords, a Taxa de conversão refere-se à percentagem de cliques que terminam numa conversão do AdWords, definida pelo Código de controlo de conversões do AdWords. Consulte o seguinte artigo para obter mais informações sobre as diferenças entre estes dois tipos de controlo de conversões.